quinta-feira, 24 de junho de 2010

Nhoque em clima de copa do mundo e tarte tatin de maçãs

O tempo passou e eu acabei nem ficando tempo o suficiente aqui para escrever a saga da cozinha. Mas agora já nem faz mais sentido resmungar. Já está tudo em ordem e limpinho, com TODOS os armários devidamente cheios das minhas mil coisas de cozinha. Será um vício? ;)

Minha vida musical está uma loucura. Muitos ensaios, muita música pra estudar. O segundo semestre promete trabalho, isto me deixa bem feliz. Já a vida culinária deu uma estacionada e tenho feito quitutes somente pros meus amados de casa

Prometi um doce e um prato salgado. Aí vão. Um ótimo nhoque verde e amarelo, em clima de Copa no dia do jogo do Brasil e Tarte tatin de maçãs de sobremesa, porque era mais prático! :)
Os nhoques são receitas minhas mesmo. Adaptadas da receita de nhoque da minha mãe.
A tarte foi adaptada deste livro.





Nhoque Amarelinho (mandioquinha)

1kg de mandioquinha cozida e passada no espremedor
200g de farinha (ou só até dar uma liga)
1 ovo
50g de manteiga sem sal
sal e pimenta do ein a gosto (não coloquei pimenta do reino)

Misture bem até ficar uma massa mais molinha. Para usar o mínimo de farinha usei um saco de confeitar descartável para fazer os nhoques. É só ir apertando o saco devagarinho e cortando as "minhoquinhas" passando uma faquinha na ponta do saco de confeitar. O legal é que ficam com a mesma espessura e com um pouquinho de prática ficam mais ou menos com o mesmo comprimento.


Nhoque Verdinho (espinafre)

1kg de batata cozida e passada no espremedor
250g de farinha (ou só até dar uma liga)
1 ovo
50g de manteiga sem sal
sal e pimenta do ein a gosto (não coloquei pimenta do reino)
Um pouquinho mais que uma xícara de espinafre cozido processado (só as folhas)

O modo de fazer é o mesmo do nhoque de mandioquinha. Mas por causa do espinafre fica um poquinho mais mole. Resista à tentação de colocar mais farinha. Para cozinhar o espinafre, coloque um,a panela limpa no fogo e espere esquentar um pouquinho. Coloque as folhar de espinafre lavadinhas e vá virando para não queimar, até murchar. Não precisa acrescentar nenhuma gotinha de água. A verdura já tem bastante.


Para acopanhar os nhoques fiz dois molhos, que esqueci de fotografar. Um de tomates com frango manjericão e tomilho e outro branco com sálvia.

Molho de tomates com Frango

1 peito de frango pequeno, cozido em água e sal e desfiado
1 xícara de caldo de frango
4 dentes de alho
azeite para refogar
1,5kg de tomates italianos maduros e firmes sem pele
sal e pimenta do reino a gosto
Manjericão e tomilho a gosto

Refogue o alho no azeite,coloque o frango e refogue. junte os tomates e mexa bem. Junte o caldo de frango. Deixe apurar em fogo baixo. Acerte o sal e coloque as ervas.


Molho de sálvia e alho

50g manteiga sem sal
500 ml de creme de leite fresco
4 dentes de alho
20 folhas de sálvia

Derreta a manteiga. Quando estiver bem aquecida junte o alho. Refoque até murchar. Junte as folhas de sávia e refoque rapidamente. Depeje o creme de leite e mexa até ferver.




 













Tarte Tatin

400g de massa laminada para tortas Arosa (falta de tempo de fazer massa caseira)
1,5kg de maçãs gala cortadas em 8, sem casca e sem semente
100g de manteiga sem sal
230g de açúcar
2 colheres de sopa de áqua filtrada
1 fava de baunilha cortada e com as sementinhas raspadas com as costas de uma faquinha pontuda.


Deixe a massa Arosa descongelando enquanto prepara as maçãs. Pré-aqueça o forno a 200°C.
Faça um caramelo com o açúcar, a água, a manteiga e a baunilha. Quando começar a dourar mexa o caramelo com uma colher de pau ou espátula de silicone que aguente o calor. Coloque as maçãe e deixe cozinhar por mais ou menos 8 minutos. Coloque no fundo de uma assadeira de 24cm e reserve.
Abra a massa arosa e corte no diâmetro da assadeira. cubra as maçãs com a massa e leve ao forno até a massa dourar. Vire num prato e sirva morninho com sorvete de baunilha ou chantili.

domingo, 13 de junho de 2010

Enfim!!! Tudo pronto e um bolinho pra comemorar!

Durante a semana escreverei a historinha! Por enquanto fiquem com o resultado da minha aventura cheia de poeira! Quando me estresso produzo isto!


A foto e a decoração ficaram mais ou menos, mas terminei ag... on Twitpic

terça-feira, 8 de junho de 2010

E por uma semana minha casa virou a Casa da Mãe Joana!

Há mais ou menos uma semana prometi um doce com receita nova e quem sabe um salgado! Ainda não deu... Acreditem, desde o dia 01 de junho estou às voltas com a montagem dos armários da minha cozinha, que, diga-se de passagem, é bem pequena.
Comecei o processo toda feliz (tonta!). Prometeram a entrega dos móveis no dia primeiro. Chegaram às 8h da manhã. Primeira entrega! Fiquei super contente, afinal, não precisaria ficar de plantão o dia todo.

Já disseram que felicidade de pobre dura pouco???

Na quarta-feira começou a novela. Marcaram o início da montagem para as 9h da manhã. Chegaram às 8h. Até aí, tudo bem. Mas, foi aí que começou a palhaçada. Montaram as caixas dos armários (o dia inteiro e não montaram tudo). E foram embora. Na quinta foi feriado. Marido escorregou na serragem, caiu feio, bateu o pé em uma das caixas que estava montada num canto da cozinha. Quebrou o dedo e ficou imobilizado. Minha casa e o marido de pernas pro ar – o marido só o pé mesmo. Na sexta prometeram chegar às 9h e chegaram às 10h. E começou um entra e sai de mais ou menos umas seis pessoas diferentes. Eu nem atendi mais meu interfone. Eles já estavam familiarizados, tomaram posse mesmo. Também não tranquei mais a porta, pra quê? A cada dia que se passou o volume de serragem e poeira aumentou em progressão assustadora. Lascaram a pintura da porta da cozinha, quebraram a tampinha da campainha, arranharam meu fogão e minha pia novinhos... enfim, uma tortura à brasileira... Além do cheiro das colas, resinas e solventes. Até os gatos mudaram de cor, tamanha quantidade de pó. Estão lá ainda. Colando, arrematando (enfim!!!) e com sorte terminarão esta confusão hoje ainda.
Post com comida só na semana que vem... não posso fazer nem café!